Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Terça, 10 Outubro 2017 15:03
PRIORIDADE

Governo de Alagoas já reformou 50% das escolas da rede estadual

Ao total, 157 unidades de ensino estaduais foram recuperadas. E mais 40 obras de manutenção predial serão iniciadas em outubro

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Escola de Ensino Integral Princesa Isabel, no Cepa, foi mais uma das 157 unidades totalmente reformadas na gestão do governador Renan Filho Escola de Ensino Integral Princesa Isabel, no Cepa, foi mais uma das 157 unidades totalmente reformadas na gestão do governador Renan Filho (Fotos: Valdir Rocha)
Texto de Fabiana De Mutiis e Lucas Leite

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), já reformou 50% das escolas. Ao total, 157 unidades de ensino foram recuperadas e outras 40 obras serão iniciadas, em outubro. O governador Renan Filho e o vice-governador e secretário da Educação, Luciano Barbosa, entregaram, nesta segunda-feira (9), mais uma destas obras de reforma, a da Escola de Ensino Integral Princesa Isabel, localizada no Centro Educacional de Pesquisa Aplicada (Cepa).


A unidade escolar recebeu uma nova pintura, bebedouros, ares condicionadores, além de 21 novos computadores para a atualização do parque tecnológico, revisão nas partes elétrica e hidráulica, e ampliação do refeitório, para atender melhor os estudantes que ficam em tempo integral na escola.


Em 2 anos e 10 meses, o Governo do Estado também construiu 38 ginásios para as práticas esportivas e culturais dos estudantes e comunidade local. Outros 25 já se encontram em andamento.


O secretário Luciano Barbosa explica que o processo de recuperação das escolas é necessário, e que através das melhorias, uma educação de qualidade poderá ser ofertada aos alagoanos.


“Esse processo de recuperação eu quero dedicar aos professores e alunos que acreditaram que a gente iria vencer os obstáculos. Encontramos muitas escolas em estado deplorável e eu temia muito o nosso primeiro inverno e por isso resolvemos descentralizar os recursos para que os diretores, por meio do Escola da Hora, possam fazer os reparos emergenciais até que a gente consiga reformar todas as escolas”, conclui.

GOVA1

O secretário comenta ainda que o único jeito de mudar a realidade e os índices do Estado é através da educação, que neste novo momento está integrada em benefício dos alunos.


“Não existe outra porta para ser aberta e ofertar um melhor futuro, que não seja a porta da Educação. Eu já posso ver no semblante dos professores que a escola pública tem, e terá, uma educação de qualidade para os filhos dos alagoanos”, relata o gestor estadual da Educação.


A diretora da Escola Princesa Isabel, que está completando 85 anos em 2017, Sônia Suely Araújo, acredita que as obras estimulam o sentimento de pertencimento por parte dos estudantes e professores.


“Nossos alunos são bem cuidadosos com o espaço da escola. Eles desenvolveram até um cronograma para designar as pessoas responsáveis pela limpeza e cuidado das salas de aula durante a semana. Além das reformas, nós ganhamos ainda o ginásio esportivo, que foi uma grande conquista, pois era um espaço esperado por todos. Posso falar com toda certeza de que a demora valeu a pena”, comemora Sônia.


Reconhecimento


Os estudantes já reconhecem os esforços da Seduc em ofertar uma educação de qualidade. É o caso do jovem Arthur Terto, aluno da 3ª série do ensino médio da Escola Princesa Isabel.

ARTUR

“Acredito que os instrumentos que estão sendo ofertados para nós é sinônimo de uma educação de qualidade. O aluno agora tem uma integração maior com a escola, o que também melhora o nosso ensino. Agradeço ao governador e ao secretário pela atenção que eles têm dado a nós. A direção da escola tem uma comunicação muito boa com o Grêmio Estudantil e sempre é frisado a importância de tomar conta da escola”, afirma Terto.


Sabrina Maria Balbino, de 17 anos, é um exemplo para a crença da educação pública no Estado. Ela é filha da diretora adjunta do Princesa Isabel. Participativa, a jovem integra diversas atividades estudantis. Entre elas, a participação no grupo musical “Pedro Lucas e Vozes”, que ficou em 2º lugar no Festival Musical realizado durante o II Encontro Estudantil da rede estadual de Alagoas, com a música “Nossa Alagoas”.


Para dar abertura à solenidade de entrega das reformas, o grupo de música se apresentou para as autoridades presentes. Ansiosa, Sabrina conta que gostou muito da conclusão das obras, principalmente de quando o ginásio da unidade foi entregue.


“A quadra era um espaço que faltava para a gente. Agora nós podemos realizar as atividades físicas tranquilamente”, conta Sabrina Balbino.