Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Quinta, 17 Maio 2018 17:21
CIÊNCIAS

​​Cresce o número de escolas ativas na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Evento estimula a aprendizagem e aprofundamento do conhecimento sobre a astronomia e astronáutica e suas aplicabilidades na natureza e nas tecnologias

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Provas da OBA na Escola Estadual Vitorino da Rocha Provas da OBA na Escola Estadual Vitorino da Rocha (Fotos: Valdir Rocha)
Texto de Manuella Nobre

Milhares de estudantes participam das provas da 21ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), nesta sexta-feira (18), em todo o Brasil. Com um crescimento contínuo a cada edição, Alagoas tem 381 escolas inscritas para aplicar o exame.Em 2016, somando escolas públicas e privadas em todo o estado, 182 unidades participaram da Olimpíada. No ano seguinte, o número chegou a 260 unidades. Agora, segundo dados da organização da OBA, 381 estão habilitadas para a prova.

No Centro de Estudos e Pesquisas Aplicadas (Cepa), as onze escolas do complexo farão as provas segundo o professor Adriano Aubert, coordenador do Observatório Astronômico Genival Leite Lima (OAGLL). “A OBA, diferente de outras Olimpíadas, não tem coordenação estadual, por isto nosso empenho em contribuir com este projeto, que é de grande importância para o estímulo à aprendizagem, ao ensino, à ciência. Este ano, tentamos ajudar ainda mais as escolas e estimulamos a participação. Fomos às escolas, orientamos nas atividades práticas. A expectativa é que o número de participantes cresça a cada edição”, avalia Adriano.

Podem participar da OBA os alunos de 1º ao 3º ano do ensino fundamental, no nível 1; estudantes de 4º ao 5º ano do ensino fundamental, nível 2; turmas do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, no 3 e para o ensino médio, nível 4. Mostra de Foguetes – Em paralelo à preparação para as provas da OBA, estudantes e professores também desenvolvem a parte prática de seus conhecimentos na Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG). Este ano na 12ª edição, a MOBFOG consiste na confecção de mini foguetes caseiros que serão lançados pelos estudantes na maior altura e distância possíveis.

Segundo o professor Adriano, a data limite para lançamento de foguetes será até esta quinta-feira (17). Algumas escolas confirmaram a participação. “As escolas estão empenhadas. Até esta quinta-feira, dia 17, teremos lançamento de foguetes em Maceió, Penedo, Cacimbinhas, dentre outros municípios”, afirma Adriano.