Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Segunda, 17 Dezembro 2018 16:18
ESPORTE

Equipe de natação do Cepa encerra 2018 com títulos em competições alagoanas

Atletas foram destaque nos campeonatos alagoanos de natação e no Jeal

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Equipe de natação do Cepa brilhou em competições em Alagoas em 2018 Equipe de natação do Cepa brilhou em competições em Alagoas em 2018 (Foto: José Demétrio)
Texto de Ana Paula Lins

O ano de 2018 foi repleto de conquistas para a equipe de natação do Cepa, que brilhou em todas as competições alagoanas da modalidade e também no Norte-Nordeste. Dentre as principais conquistas, estão os alagoanos de Inverno e Verão, onde foi primeiro lugar na pontuação final, e o Troféu Renaldo Malta, o Norte/Nordeste de Natação, onde conquistou o terceiro lugar na categoria juvenil competindo com 20 clubes do Norte e Nordeste. Nadadores da equipe também brilharam nos Jogos Estudantis de Alagoas (Jeal) e, entre eles, dez se classificaram para a etapa nacional da competição, os Jogos Escolares da Juventude (JEJ), disputado em Natal no mês de novembro em Natal.

Quem também conta com alunos do Cepa em seu plantel de nadadores é a equipe do Acqua Fênix, os quais também têm se destacado nas competições estaduais e regionais. Sete deles conseguiram se classificar para os JEJ e Erick Nunes, nadador da Acqua Fênix e aluno da Escola Estadual Moreira e Silva, foi considerado o melhor nadador de 2018 no prêmio Melhores do Ano no Esporte Alagoano, entregue pela Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj) no último dia 11.

Henrique Vilela, diretor Centro de Desporto e Recreação Cleonice de Barros (CDR), espaço ao qual o Parque Aquático do Cepa está vinculado, destaca os resultados dentro e fora da piscina. “O Parque Aquático do Cepa é um dos principais espaços de descoberta de talentos da natação alagoana. Temos um trabalho consolidado desde 2010, com o Projeto Aquáticos, que contempla não só a natação, mas também o nado artístico, ambos com excelentes resultados em competições. No entanto, temos uma preocupação não apenas com as conquistas do esporte, mas também na escola. Fazemos questão de acompanhá-los e que mantenham boas notas”, informa.

Superação

Para os atletas da equipe de natação do Cepa, o ano de 2018 foi sinônimo de conquistas e superação. É o caso de Débora Oliveira, da Escola Estadual Silveira Camerino. No Troféu Renaldo Malta, disputado entre os dias 7, 8 e 9 de dezembro, arrebatou sete medalhas – um ouro, cinco pratas e um bronze. No decorrer do ano, brilhou também no Jeal e nos alagoanos de Inverno e Verão, sendo também uma das classificadas parta compor a equipe de Alagoas nos Jogos Escolares da Juventude em Natal.

equipe de natacao do cepa brilhou em competicoes em alagoas em 2018 fotos jose demetrio 20181217 1857153551

“Este foi o ano que mais me dediquei, focando tanto no treinamento como também melhorando a minha alimentação. O resultado foi gratificante, pois, além de medalhas, consegui baixar meu tempo”, fala a garota.

Sua colega de equipe e de escola, Willyane Xavier, tem a mesma sensação. “Foi um dos meus melhores anos, baixei todos os meus tempos”, comemora a garota.

Já Pedro Manuel Cerqueira, aluno do 8º ano da Escola Estadual D. Pedro II, teve sua primeira vitória no Jeal este ano, classificando-se também para os Jogos Escolares em Natal. “Comecei a nadar aos 7 anos, mas foi aqui no Cepa que aprimorei minha técnica. Também aprendo muito observando os meninos mais velhos”, revela.

Família

Pedro, Willyane e Débora são unânimes ao afirmar que a grande força e diferencial da equipe de natação é o sentimento de família que une professores e alunos.

“Somos muito unidos e sempre torcemos um pelo outro. Quando nadamos juntos e percebemos que alguém cansou, buscamos incentivá-lo”, conta Débora. “Gosto muito daqui por sermos uma família. Aqui todo mundo torce pelo outro”, complementa Pedro.

Geraldo Macedo, um dos professores que atuam no parque aquático, reafirma essa tese. "Costumo dizer que aqui não temos treinadores, mas educadores. Temos uma preocupação com o emocional de nossos alunos, tanto que, primeiro, nossa meta é formar cidadãos, depois atletas. A prova disso é que eles são referência em comportamento e disciplina em suas escolas", revela o professor.