Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Sexta, 12 Julho 2019 19:14
JOGOS ESTUDANTIS

Inscrições para a segunda etapa do Jeal começam no dia 15

Competição será agora nas modalidades individuais; disputa das modalidades coletivas se encerrou na última terça-feira (9)

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Disputa das modalidades coletivas terminou na terça Disputa das modalidades coletivas terminou na terça Foto: Valdir Rocha e Cortesia
Texto de Ana Paula Lins

As inscrições para a última etapa estadual dos Jogos Estudantis de Alagoas (Jeal) – que compreende as modalidades individuais – começam na próxima segunda-feira (15), estendendo-se até o dia 19 de julho.  As inscrições devem ser feitas nas Gerências Regionais de Educação (Geres) e os documentos e anexos necessários para efetuar os cadastros estão disponíveis no site da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) pelo endereço www.educacao.al.gov.br.

Esta etapa dos jogos abrange dez modalidades: judô, natação, wrestling, tênis de mesa, xadrez, atletismo, ginástica rítmica, badminton, ciclismo e vôlei de praia. A previsão é que esta etapa seja realizada na última semana de agosto.

Neste mesmo período, serão feitas também as inscrições dos Jogos Paraescolares paras as modalidades natação, atletismo e vôlei sentado,

“Nossa estimativa é termos, mais uma vez, uma participação significativa das escolas”, prevê o coordenador do Jeal, Henrique Vilela.

Natação será uma das modalidades disputadas nesta etapa foto Ana Paula Lins 1

Coletivas – A disputa das quatro modalidades coletivas – futebol de salão, basquete, vôlei e handebol – foi encerrada na última quarta-feira, em Coruripe, com a premiação dos campeões do voleibol e basquete.

A etapa foi marcada pela descentralização da competição, com as disputas acontecendo em Penedo (futsal), Arapiraca (handebol) e Coruripe (basquete e voleibol). A iniciativa funcionou como um estímulo a mais para a prática esportiva fora da capital, permitindo também aos atletas competir perto de suas escolas e famílias.

“Este formato trouxe surpresas e também o desafio de gerenciar, simultaneamente, três polos de competição, um marco na história dos jogos. Tudo isso nos proporcionou um grande aprendizado. Tivemos disputas acirradas e finais emocionantes nas quatro modalidades e foi gratificante ver a alegria e vibração dos alunos”, conta Henrique.

Modalidades paraescolares também serão disputadas foto Valdir Rocha

Premiados –  As premiações do basquete e voleibol encerraram a disputa das modalidades coletivas do Jeal em Coruripe na última terça-feira (9).

No basquete, destaque para o Colégio Padrão, de Maceió, vencedor do feminino infantil e juvenil, seguidos pelos colégios Madalena Sofia (prata no infantil feminino) e Galileu (prata no juvenil feminino), também de Maceió. No masculino juvenil, o ouro foi para o Colégio Intensivo, seguido pelas escolas estaduais Claudizete Lima Eleutério, de Rio Largo, que ficou com prata e Laura Chagas, de Santana do Ipanema, que foi bronze.

No voleibol, o Colégio Maria Montessori, de Maceió, venceu o vôlei feminino infantil e juvenil e ficou com o bronze do juvenil masculino. Também de Maceió, os colégios Intensivo e Santa Úrsula conquistaram o ouro do juvenil masculino e a prata do juvenil feminino (Intensivo) e o ouro e prata no infantil masculino e feminino (Santa Úrsula). Dentre as escolas estaduais, a Saturnino Souza, de Matriz de Camaragibe, foi prata no juvenil masculino, enquanto a Elza Soares, de Quebrangulo, obteve o bronze. A Escola Municipal Nossa Senhora de Fátima, de São José da Tapera, foi bronze no infantil masculino.

Chiquinho diz que Jeal é celeiro de talentos Fotos Valdir Rocha 203

“Tivemos um nível excelente das equipes da competição e essa proposta de descentralização foi um grande estímulo para as equipes fora da capital, onde temos muitos talentos. E o Jeal sempre foi isso: um celeiro dos talentos do esporte alagoano, a exemplo do nosso campeão olímpico Maurício Borges”, frisa Ricardo Nunes, o Chiquinho, coordenador da modalidade voleibol.

E os benefícios do esporte vão além dos limites das quadras e a conquista de medalhas, como lembra o professor Sidney Lima, da Escola Estadual Elza Soares. “Nossa escola possui há cinco anos o projeto Vôlei do Futuro, o qual tem trazido benefícios até em sala de aula, pois os alunos aprendem a trabalhar em equipe e melhoram seu aprendizado”, revela.