Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Segunda, 12 Agosto 2019 03:52
JOVENS E ADULTOS

Centro Cyro Accioly realiza simulado e prepara alunos para a prova do Encceja

Treze estudantes da instituição farão a prova que certifica a conclusão do ensino fundamental e ou do ensino médio no dia 25 de agosto

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Estudante José Welton participa de simulado com professora Ranuzia Estudante José Welton participa de simulado com professora Ranuzia Thiago Henrique
Texto de José Arnaldo

O nervosismo passou rápido. Atento, José Welton, 36, estudante da Centro Estadual Cyro Accioly, instituição especializada no atendimento a pessoas com deficiência visual da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), ouve as alternativas após a leitura do enunciado da questão. Pensa um pouco e diz qual reposta julga ser a correta. A ledora, professora Ranuzia Costa, pergunta se ele tem certeza. A resposta confirma, “sim”. Durante a semana, o Centro Cyro Accioly realizou um simulado preparando os estudantes para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que acontece dia 25 de agosto.
 
O simulado, que ocorreu das 8h às 19h30, buscou inserir os alunos no ambiente real de aplicação da prova. Em salas separadas, cada estudante contou com um ledor para ler as questões e marcas as alternativas escolhidas pelo aluno. A ideia de fazer a preparação surgiu da professora de matemática, Claudinete Melo, que viu na preparação, uma forma de conseguir melhores resultados no dia da prova, preparando mental e fisicamente.
 
Claudinete Melo professora de matemática 1
 
“No dia da prova, o exame terá duração de aproximadamente 12 horas. Queremos prepará-los para alcançarem um resultado positivo. Muitos dos nossos alunos farão a prova pela primeira vez, outros já realizaram e voltaram a fazer em outras disciplinas. No dia, a pressão é muito grande, por isso, queremos deixá-los confortáveis e seguindo o padrão que será adotado no dia da prova”, explicou Claudinete, que se orgulha do empenho dos estudantes não só na prova do Encceja, mas, também, na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
 
Empenho - Entre os estudantes que farão a prova pela primeira vez, está José Welton, natural de Boca da Mata. Ele perdeu a visão total em 2014, mas isso não o impediu de parar de estudar. Há quase dois anos no Cyro Accioly, Welton diz que a iniciativa é muito boa. Apesar do nervosismo, está conseguindo responder as questões. “Com fé em Deus eu vou conseguir passar. Para a gente que vai fazer o Encceja e o Enem, esse simulado está sendo ótimo. A professora ajuda bastante no dia a dia. A gente pede para repetir e ela vai e repete, eu não tenho nada a reclamar. Ela manda perguntar se não estiver entendendo. Tendo um ledor bom, a gente consegue fazer a prova direito. Pede para falar mais devagar ou mais baixo e eles nos ensinam muito bem. Estar aqui fazendo o que nos fazemos, é uma vitória”, afirma Welton.
 
José Welton estuadante da Cyro há 2 anos 1
 
Ao perceber o empenho e desenvolvimento dos estudantes, a coordenadora do centro, Marta Valéria, que está na Cyro Accioly há 16 anos, alegra-se e considera a realização do simulado de suma importância. “Nossa dúvida era como eles iriam se comportar durante o exame. Perceber o nervosismo, o compromisso de seguir o horário e, também, poder identificar o resultado do trabalho de um ano todo. É a primeira vez que realizamos o simulado. Realizávamos os preparativos, mas sem essa oportunidade de ter a experiência do dia da prova. Acredito nos nossos alunos, eles se sairão muito bem”, afirma a coordenadora.
 
Marta Valéria coordenadora da Cyro Accioly 1 1
 
Superação - Outro estudante que fará a prova pela primeira vez é Sérgio Bernardes, 46. Com 15% da visão total, ele contém o nervosismo do simulado e busca um bom resultado no Encceja e já avisou que se inscreveu no Enem e pretende ingressar na universidade. “Os professores tem nos ajudado bastante, é a primeira vez que vou fazer o exame, o nervosismo vem. Estou na Cyro desde abril e o acolhimento é muito bom. É uma família. Quando me encontro e converso com os meus companheiros, percebo que a minha situação é a mesma de muitos, nós conversamos sobre isso”, relata.
 
Sérgio Bernades estudante da Cyro Accioly 1
 
Sérgio perdeu a visão no ano passado, mas afirma que a deficiência visual não é um empecilho. “Estou batalhando e me adaptando a essa nova realidade e buscando ingressar no mercado de trabalho”. garante.
 
Para a professora Ranuzia Costa, de geografia, o esforço dos estudantes e os bons resultados obtidos são gratificantes. Pernambucana, Ranuzia está em seu primeiro ano no Centro Cyro Accioly e defende a unidade como um exemplo no trabalho que faz. “O simulado é uma oportunidade para os alunos terem uma ideia de como será no dia da prova. Mostrar que devem ter calma, comunicar-se com o ledor. Os alunos do Cyro querem vencer, querem ultrapassar os seus limites. Eu nunca vi um centro tão bem preparado em todos os sentidos. E estou me surpreendendo com os alunos, eles estão me ajudando a crescer”, afirmou Ranuzia.
 
Ranuzia Costa professora de geografia
 
O exame - A prova do Encceja é realizada em todo Brasil. Em Alagoas, o teste será aplicado em sete polos – um a mais que no ano passado. A cidade de Rio Largo passa a fazer parte dos locais onde o Encceja será realizado, junto com os municípios de Arapiraca, Delmiro Gouveia, Maceió, Porto Calvo, Santana do Ipanema e União dos Palmares. O exame acontece em 611 municípios em todo o país e certifica a população que deseja concluir o Ensino Fundamental e Médio.