Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Quarta, 14 Agosto 2019 22:44
FÓRUM DAS JUVENTUDES ESTUDANTIS

Estudantes da rede estadual discutem novos rumos para a educação

Em dia festivo, com representatividade de todas as regiões do estado, eles assumem de vez o protagonismo e mostram o que esperam da escola e da sociedade

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Gremistas de todo o estudante trocaram experiências Gremistas de todo o estudante trocaram experiências Valdir Rocha
Texto de Manuella Nobre

Estudantes de mais de 160 grêmios estudantis da rede estadual de Alagoas participaram nesta quarta-feira (14) do I Fórum das Juventudes Estudantis, nesta quarta-feira (14), na Escola Superior de Magistratura do Estado de Alagoas (Esmal) e Escola Estadual Edmilson Pontes, no bairro do Farol. Um evento pensado e produzido por e para estudantes, o Fórum tem como tema a "Integração das Escolas e territórios para a construção de cidades integradoras". 
 
Gremistas da rede estadual no Fórum da Juventude Fotos Valdir Rocha 252 Copia
 
Durante seu pronunciamento, a secretária de Estado da Educação em exercício, Laura Souza, destacou a importância do protagonismo juvenil nas escolas e o incentivo da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) neste sentido, sobretudo neste momento de construção do Novo Ensino Médio, uma das pautas do Fórum. Na ocasião, Laura enalteceu a importância deste diálogo entre Secretaria e as juventudes. 
 
Secretária Laura Souza falou da importância do diálogo entre Seduc e estudantes Fotos Valdir Rocha 252 Copia Copia Copia
 
"A gente acredita que uma transformação de verdade não se faz do dia para a noite, é um processo e a gente tem visto que Alagoas está neste momento de transição. A escola pública precisa ser renovada, dialogar com esta juventude que está no mundo, que são vocês, uma geração que nasceu conectada, com acesso a várias informações. É um desafio muito grande e a gente precisa muito de diálogo e desta parceria. Este é um primeiro passo para que vocês dialoguem entre si e dialoguem com a Secretaria”, ressaltou Laura Souza, que pediu aos presentes uma autoanálise sobre a mudança que esperam e que se tornem agentes de uma busca ativa por aqueles jovens que estão fora da escola.
 
Multiplicando a mensagem - Após a abertura com o balé contemporâneo com alunos da Escola Estadual Dom Constantino Luers, de Campo Alegre, representantes da Coordenação dos Grêmios Estudantis de Alagoas(Cegreal) agradeceram a abertura e apoio oferecidos pela Seduc aos jovens. 
 
"É com imensa gratidão a esta Secretaria, que tem nos apoiado, incentivado o protagonismo juvenil e tem nos feito sentir que somos realmente protagonistas desta história, somos realmente importantes para a educação. Este é o ponto de partida para as coisas acontecerem e multiplicarmos a chama do protagonismo por cada ponto deste estado", destacou Victor Silva, presidente da Cegreal e do grêmio estudantil Movimente, da Escola Estadual Carlos Gomes, de União dos Palmares.
 
Maria Eduarda e Victor do Cegreal destacam importância do fórum Fotos Valdir Rocha 281 Copia Copia Copia
 
Sua colega e diretora de cultura da Cegreal, Maria Eduarda Sobral, da Escola Estadual Dom Constantino Luers, complementa. "Reunimos cada pedacinho de Alagoas, com temas de interesse das juventudes, dando vez e voz aos estudantes. Não é o Fórum da Secretaria, da Cegreal, é o nosso fórum. Cada um de vocês, representantes deste grande passo, leve a mensagem, as vivências e experiências às suas escolas”, conclamou a jovem. 
 
Troca de saberes - Além da programação, com temas dos mais variados, da aceitação e popularidade, redes sociais, autonomia ao novo ensino médio, o evento trouxe outros ganhos, como as novas amizades conquistadas. É o que avalia Alex Xavier da Silva, aluno do 9º ano da Escola Estadual Indígena Professora Marlene Marques dos Santos, da comunidade Wassu Cocal, de Joaquim Gomes. “Esta é minha primeira experiência, não sabia o que esperar. As pessoas legais, senti-me respeitado”, revelou Alex.
 
Estudante Indígena Alex Xavier da Silva destaca o respeito entre os colegas como diferencial foto Valdir Rocha
 
Monique Torres de Oliveira, estudante da 1a série do ensino médio Escola Estadual Monsenhor Clóvis, de União dos Palmares, também aposta na troca de experiências como um dos pontos fortes do evento. “A expectativa é adquirir uma carga de informação, de ideias para melhorar cada vez mais o Monsenhor, porque é sempre bom uma roda de conversa, com novos pensamentos, para sair da bolha, e ver que fora da nossa realidade tem muitas outras realidades, que a gente pode adquirir e trocar conhecimentos”, declara.
 
Para a estudante Monique Torres a expectativa é levar o máximo possível da programação à escola foto Valdir Rocha Copia Copia
 
Para Riquelme Meira, aluno da 3a série do ensino médio da Escola Estadual Senador Rui Palmeira, de Arapiraca e presidente do grêmio POP (Pensar, Opinar e Progredir), a atuação dos grêmios têm feito a diferença neste incentivo ao protagonismo.
 
Presidente do grêmio POP Riquelme Meira destaca a atuação dos grêmios nas escolas foto Valdir Rocha Copia Copia
 
“O grêmio busca incentivar os alunos para que eles criem uma perspectiva de participação, para que sejam estudantes que querem ter um futuro, este é nosso incentivo . A gente costuma dizer que o grêmio não atua de forma separada, ele representa todos os estudantes, uma verdadeira família. O grêmio tem feito com que os alunos viessem para a escola não só por vir, mas que viessem empoderados em um ambiente tranquilo e que é a sua segunda casa, visto que somos uma escola de ensino integral”, resume Riquelme.