Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Quarta, 14 Agosto 2019 23:05
CONTEÚDOS

Alagoas apresenta seu Referencial Curricular da Educação Infantil e Ensino Fundamental

O documento, que terá sua implantação em 2020, foi reelaborado e será o guia para a educação do estado.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Jadna, Laura, Ricardo e Roseane apresentam documento que vai subsidiar revisões de currículos escolares Jadna, Laura, Ricardo e Roseane apresentam documento que vai subsidiar revisões de currículos escolares Thiago Henrique
Texto de José Arnaldo e Ana Paula Lins

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) apresentaram nesta quarta-feira (14) o Referencial Curricular da Educação Infantil e Ensino Fundamental. O documento, que tem como referência a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), servirá de subsídio para as escolas estaduais, municipais e particulares reelaborarem seus currículos e será implementado a partir de 2020. As versões do Referencial para as duas modalidades podem ser acessadas nos sites da Escola Web – www.escolaweb.educacao.al.gov.br e no site da Seduc – www.educacao.al.gov.br.
 
O documento nasceu de um amplo processo de escuta com diversas intervenções e participação de colaboradores como professores e instituições de ensino, contemplando as competências e habilidades essenciais a serem desenvolvidas nas escolas de todo território brasileiro, por meio da Base Nacional Comum Curricular da Educação Infantil e Ensino Fundamental, bem como as experiências das pessoas que vivem, aprendem e ensinam em Alagoas.
 
O Referencial Curricular propõe que a educação escolar alagoana organize a formação de maneira a desenvolver as potencialidades de todos os envolvidos no processo de ensino e aprendizagem, fazendo com que os estudantes, em suas diversidades, aprendam e ampliem os saberes historicamente construídos pelo povo alagoano.
 
Secretária Laura Souza diz que referencial é um marco para a educação alagoana Fotos Thiago Henrique 27
 
“Esse documento é um marco do regime de colaboração, pois foi construído em uma grande parceria por todos que fazem o Sistema Estadual de Educação e amplia horizontes. É importante que ele chegue a todos os professores e faça parte da prática cotidiana. Hoje, podemos dizer, com orgulho, que Alagoas possui um Referencial Curricular da Educação Infantil e Ensino Fundamental alinhado à BNCC”, afirma a secretária de Estado da Educação, Laura Souza, destacando que a construção do documento alagoano recebeu elogios de todo o Brasil.
 
Próximos passos – O superintendente de Políticas Educacionais da Seduc, Ricardo Lisboa, lembra que o processo de construção do novo Referencial teve início em 2017 e o que o documento passará por uma nova revisão daqui a cinco anos. “Estamos vivenciando momento de implementação, onde já tivemos formação as Gerências Regionais de Educação e Município. Agora, o documento está lançado para a sociedade e cada escola, seja ela estadual, municipal ou particular, vai avaliar sua proposta pedagógica para que, em 2020, o Referencial seja adotado em todas as unidades de ensino”, explica Ricardo.
 
A superintendente da Rede Estadual de Ensino, Roseane Vasconcelos, fala como será a mobilização na rede estadual de ensino. “Esse referencial será entregue a todas as escolas da rede estadual e, a partir daí, cada escola, vai replicá-lo com seus professores. O documento trará um ganho para nossos alunos, pois, em qualquer lugar de nosso estado, os mesmos conteúdos estarão sendo trabalhados, os quais também estarão alinhados à BNCC”, frisa Roseane.
 
Jadna Inácio da Undime fala que referncial ajudará na reelaboração dos PPP Fotos Thiago Henrique 25 Copia
 
A representante da Undime, Jadna Inácio, também destaca a importância do documento, em especial pelo das redes municipais estarem trabalhando na reelaboração dos seus Projetos Político-Pedagógicos (PPP). “Agora, uma nova mobilização começa junto aos municípios e as formações serão intensificadas junto aos nossos articuladores de forma que o documento entre na prática dos professores a partir do PPP. O Referencial também será de suma importância no que concerne à Educação Infantil, pois, até então, não tínhamos um documento que trouxesse com tanta ênfase a questão desenvolvimento infantil como ponto principal para o desenvolvimento da criança e da aprendizagem”, destaca.