Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Quinta, 13 Fevereiro 2020 19:49
CRIANÇA ALFABETIZADA

Governo beneficia 80 mil estudantes alagoanos com programa de alfabetização

Programa em regime de colaboração será lançado dia 17, a partir das 9h, no Centro de Convenções, em Jaraguá, com a presença dos 102 municípios alagoanos.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Programa vai forcar na leitura e beneficiará mais de 80 mil estudantes. Programa vai forcar na leitura e beneficiará mais de 80 mil estudantes. Valdir Rocha
Texto de Manuella Nobre

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), lança, no próximo dia 17, o Programa de Alfabetização em Regime de Colaboração (PARC) Criança Alfabetizada, que beneficia 80 mil estudantes alagoanos. Evento acontece a partir das 9h, no Centro de Convenções, em Jaraguá, com a presença dos 102 municípios. Durante a cerimônia, governo e prefeituras assinarão termo de adesão ao programa pactuando metas para o biênio 2020/21.

Na ocasião, também será apresentado o Programa Vem que dá Tempo, que estimula a retomada dos estudos para as pessoas que estão afastadas da escola.

O programa - O PARC Criança Alfabetizada integra o programa Escola 10 e é mais um passo para o fortalecimento do Sistema Estadual de Educação, visando novos avanços para qualidade do ensino público no estado.  Este ano, Estado e Municípios farão uma pactuação  de metas de alfabetização de crianças na idade certa (até os sete anos de idade).

O programa oferecerá assessoria técnica, monitoramento, material de apoio e formações para gestores escolares, coordenadores pedagógicos, articuladores de ensino e professores das redes municipais e estadual que atendem crianças dos 1º e 2º anos do Ensino Fundamental. Também avaliará os estudantes e oferecerá premiação para escolas.

Programa vai focar na leitura e contempla 80 mil estudantes foto Valdir Rocha 49

Tudo isto atuando em regime de colaboração, com o apoio da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) e União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e apoio técnico da Associação Bem Comum, Instituto Natura e a Fundação Lemann.

“Assim como no passado Estado e Município pactuaram metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o IDEB, este ano pactuaremos metas de alfabetização. A ideia é fazer com que as crianças desenvolvam a competência da leitura na idade certa e, para, isto, promoveremos formação de professores, entrega de kits de material didático e aplicação de duas avaliações”, conta a secretária executiva da Educação, Laura Souza.