Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Quarta, 17 Junho 2020 20:38
CONSCIENTIZAÇÃO

Live discute importância da Educação no combate às fake news

Transmissão ocorre nesta quinta-feira (18), às 15h, nas redes sociais da Seduc com a participação de Patrícia Blanco, presidente do Instituto Palavra Aberta e da Professora Dra Sandra Nunes, da Ufal

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Transmissão ocorre nesta quinta-feira (18), às 15h, nas redes sociais da Seduc Transmissão ocorre nesta quinta-feira (18), às 15h, nas redes sociais da Seduc Reprodução
Texto de Ana Paula Lins

O avanço das telecomunicações ocorrido nos últimos anos permitiu um maior alcance de pessoas e a diminuição de distâncias. Se a tecnologia propicia que todos nos sintamos mais próximos em tempos de isolamento social, ela traz consigo um problema: a disseminação de informações falsas, fenômeno internacionalmente conhecido como fake news e que, por meio da mentira, destrói reputações e até vidas. Para combater este fenômeno, faz-se necessário discernimento e conscientização e, neste sentido, o ambiente educacional desempenha papel fundamental. Por isso, este é o tema da próxima live da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), que será transmitida nesta quinta-feira, dia 18, a partir das 15h, no Facebook (/educacao.alagoas) e Youtube ( Educação Alagoas ) da secretaria.

O bate-papo contará com a participação de duas especialistas na área: Patrícia Blanco, presidente do Instituto Palavra Aberta, organização sem fins lucrativos que apoia a liberdade de imprensa e de expressão como pilares de uma sociedade melhor, e Sandra Nunes, Professora Doutora em Comunicação e que leciona no Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Arte (ICHCA) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

Combate à desinformação - Ambas destacam a importância da escola como um instrumento de fomento ao senso crítico e combate à disseminação de informações falsas.

“Estamos vivendo uma era de desinformação, com uma avalanche de informações que se propagam aceleradamente de forma nunca vista antes e que, muitas vezes, revestem-se de notícias. Muitos de nós acabamos colaborando com a disseminação desses conteúdos e daí que surge a importância da escola no sentido de formar cidadãos críticos e questionadores”, afirma Sandra.

Patrícia pensa igual.  “O mundo mudou e a forma de consumir informação também. Com a pulverização de conteúdos, faz-se necessário que tenhamos que desenvolver novas habilidades para interpretar estas informações. Isso é essencial para participarmos desse mundo digital com mais ética”, observa Patrícia.