Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Quarta, 02 Setembro 2020 15:26
QUALIFICAÇÃO

Alagoas conquista aprovação para oferta de especialização a docentes da rede estadual

São 160 vagas no curso de especialização Latu Sensu em Docência para a Educação Profissional e Tecnológica (DocentEPT), as quais serão oferecidas por meio da parceria Seduc- Ifal nos polos Maceió, Arapiraca, Palmeira dos Índios e Santana do Ipanema.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Texto de Texto: Manuella Nobre

São 160 vagas no curso de especialização Latu Sensu em Docência para a Educação Profissional e Tecnológica (DocentEPT), as quais serão oferecidas por meio da parceria Seduc- Ifal nos polos Maceió, Arapiraca, Palmeira dos Índios e Santana do Ipanema. 

Texto: Manuella Nobre

Foto: Thiago Henrique

Alagoas conquistou 160 vagas para especialização Latu Sensu em Docência para a Educação Profissional e Tecnológica (DocentEPT) voltadas a professores efetivos da rede estadual. A oferta foi anunciada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (31) e é consequência da adesão da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) ao Edital nº 46/2020, da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da  Educação (MEC). Os cursos serão ofertados em parceria com o Instituto Federal de Alagoas (Ifal) em quatro polos: Maceió, Arapiraca, Palmeira dos Índios e Santana do Ipanema.

Conquista - De acordo com o superintendente de Políticas Educacionais da Seduc, Ricardo Lisboa Martins, esta é mais uma importante conquista para os docentes alagoanos. Ele informa que, em breve, a secretaria publicará editais específicos aos que interessarem em participar - como aluno ou atuando profissionalmente.

“No primeiro momento, a Seduc fez sua adesão ao edital e houve assinatura de termo de compromisso com o Ifal, que se  disponibilizou a ceder os polos e executar os cursos conosco. Teremos uma webconferência com o MEC no próximo dia 05 e, em breve, teremos um edital para selecionar aluno, coordenação, professores, entre outros”, explica o superintendente.