Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Sexta, 25 Setembro 2020 12:54
CIÊNCIA

Escola estadual de Arapiraca participa de feira científica virtual de SP

Escola Estadual Izaura Antônia de Lisboa apresenta dois projetos em evento promovido pelo Colégio Dante Alighieri e que prossegue até este sábado (26) pelo site colegiodante.com.br

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Projeto da Escola Izaura Antônia de Lisboa de inseticida de louro foi apresentado na Experiment-AL Projeto da Escola Izaura Antônia de Lisboa de inseticida de louro foi apresentado na Experiment-AL Thiago Henrique
Texto de Ana Paula Lins

A Escola Estadual Izaura Antônia de Lisboa representa a rede estadual de Alagoas na segunda edição da Feira Nacional de Ciência e Tecnologia Dante Alighieri (FeNaDANTE). A unidade da rede estadual leva dois projetos para o evento, promovido pelo Colégio Dante Alighieri, de São Paulo, e que reúne 118 trabalhos de iniciação científica de instituições públicas e privadas de todo o país. A feira acontece até o próximo sábado, dia 26, pelo site colegiodante.com.br/fenadante/.

A unidade de Arapiraca teve dois trabalhos selecionados: “Elaboração Forma Semi-Sólida Natural de Uso Tópico para Tratamento de Psoríase”, desenvolvido pela estudante Juliana Karlla e “Análise dos Efeitos dos Inseticidas Preparados a partir de Espécies Vegetais visando o Controle Alternativo das Baratas Urbanas”, desenvolvido pelos alunos Samuel Tavares de Lima e Joel Francisco dos Santos Neto. Ambos os projetos são orientados pela professora de Química Nadja Souza e o trabalho sobre o inseticida natural também concorre à votação popular. Para votar nos alagoanos, basta curtir a foto do projeto no Facebook:  https://www.facebook.com/ColegioDanteOficial

Feiras - Esta é a terceira feira nacional da qual a escola participa com o trabalho sobre o inseticida natural. A pesquisa também foi apresentada na  Feira Brasileira de Jovens Cientistas (FBJC)  no mês de junho e, no mês de março, na maior feira de ciências e engenharia do país, a Febrace USP – que, este ano, em virtude do avanço do coronavírus, aconteceu virtualmente. Em  2019, o projeto foi exposto na Experiment-AL.

A necessidade do isolamento social impôs uma nova forma para a equipe se preparar para o evento. “Trabalhamos online o tempo todo. Os meninos redigiram um artigo, realizavam os procedimentos e me enviavam para as correções”, recorda a professora Nadja.