Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Segunda, 13 Setembro 2021 20:09
RECONHECIMENTO NACIONAL

Escola Estadual Graciliano Ramos é vencedora do Prêmio Arte na Escola Cidadã

Unidade de Palmeira dos Índios ganhou a categoria Ensino Médio com o projeto “Esquetes Teatrais: Mulheres na Ciência”

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Escola Graciliano Ramos apresenta projeto Heróis da Ciência na Experiment_AL de 2019 Escola Graciliano Ramos apresenta projeto Heróis da Ciência na Experiment_AL de 2019 Thiago Ataíde
Texto de Ana Paula Lins e Manuella Nobre

A Escola Estadual Graciliano Ramos, de Palmeira dos Índios, conquistou mais um prêmio de alcance nacional. Após a premiação no Desafio Criativos da Escola em dezembro do ano passado, a unidade agora conquistou o Prêmio “Arte na Escola Cidadã” na categoria ensino médio com o projeto “Esquetes Teatrais: Mulheres na Ciência”, iniciativa da disciplina eletiva de Teatro cujo objetivo foi contar, por meio do teatro, a história e feitos de mulheres cientistas que entraram na história, como a física Marie Curie, a médica Nise da Silveira e a matemática Ada Lovelace.

O prêmio - que acontece desde 2000 e é uma iniciativa do Instituto Arte na Escola -  reconhece trabalhos desenvolvidos nas unidades de ensino de todo o país que mobilizem alunos e comunidade por meio do ensino da Arte. As premiações contemplam tanto o professor que coordena o projeto como a escola.

“Buscamos consolidar um olhar artístico diante das contribuições das mulheres na ciência. Estamos muito felizes por esse reconhecimento e agradeço aos alunos e, principalmente, às alunas que representaram mulheres incríveis e inspiradoras. A arte-educação é imprescindível para a formação do pensamento crítico de nossos estudantes, pois transforma vidas e perspectivas. Sou muito grato ao Instituto Arte na Escola e a todos que fazem a Escola Estadual Graciliano Ramos por todo apoio e liberdade para estes projetos de protagonismo juvenil”, comemora Anderson Gomes, professor de Arte e orientador do trabalho, que também contou com o apoio das professoras Rayane Oliveira e Jany Tavares.

Protagonistas – O projeto foi desenvolvido no decorrer do ano letivo 2020 por meio da eletiva de Teatro com alunos das três séries do ensino médio. Ao todo, foram 41 encontros, sendo cinco presenciais (antes da pandemia) e 36 no formato remoto. As estudantes Eduarda Pimentel e Andressa Pereira estão entre as participantes da ação, tendo interpretado, respectivamente, Marie Curie e Nise da Silveira. Elas contam que a experiência foi enriquecedora por permitir evidenciar mulheres que, à sua época, foram injustiçadas e mal compreendidas.

“O teatro escolar me apresentou a um mundo novo. Marie Curie se tornou um referencial pessoal para mim por tudo que passou para se tornar a física mais influente da história”, conta Eduarda. “Isso é uma das coisas que amo no teatro, compartilhar, de forma mais acessível, informações sobre grandes mulheres e seus feitos históricos, tendo a chance de expor um ponto de vista antes silenciado”, complementa Andressa.

Orgulho – Essa não é a primeira vez que o teatro da Escola Estadual Graciliano Ramos é destaque. Com a peça “Heróis da Ciência”, onde abordam o conhecimento científico de forma lúdica e divertida, foram premiados na edição 2019 da Experiment-AL  e no VI Encontro de Iniciação Científica do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), campus Palmeira dos Índios, no início deste ano.

Reconhecimento que enche de orgulho a equipe gestora e que, segundo a diretora Mérita de Cássia Ferro, é consequência de uma cultura de incentivo à arte e ao protagonismo juvenil na escola.

“Este prêmio nos deixa muito felizes, pois é o reconhecimento de um trabalho realizado há muito tempo em nossa instituição. Acreditamos que, por meio da Arte, podemos contribuir para  a superação de dificuldades,  na conquista de metas e a realização de sonhos. Um resultado que, sem dúvida, é um estímulo para que mais experiências vivenciadas no contexto escolar sejam socializadas”, celebra a gestora.